13.9.21

A MODA SUSTENTÁVEL LEVA O KIMONO EM SEDA VERDE E MARINHO NO VICENZAORO


 Pensa como a vida é incrível.

Quando eu vim para a Itália em 1992, morei em Vicenza por causa da escola orafa vicentina. Queria aprender fazer joias.
Vicenza Oro era a feira mais importante no setor e por causa da minha escolha em aprender essa profissão, conheci a @giulietta_artdesigntraining que me ensinou tanto e me deu um sábio conselho: eu te ensino fazer joias, mas você não para de fazer moda. De mestra, virou uma amiga e sempre uma apoiadora da minha evolução profissional e pessoal.
Debora @debmaulee é uma designer de jóias e na época estava voltando para o Brasil. Se tornou outra grande amiga e sempre que vou a Vicenza lembro dela.
E Vicenza é a terra de outras pessoas mais que se tornaram parte da minha história e também das minhas origens veneta...
Quis o destino que no último sábado meu kimono verde e marinho em seda, estivesse lá, vestido pela designer Emanuela Burgener, proprietÁria da marca Margherira Burgener. Ela fez uma palestra na parte da manhã.
Daquelas coisas que afirmam que Deus escreve certo pelas linhas tortas.
Obrigada Morjana e Rachel porque vocês foram as pessoas certas na hora certa.

8.9.21

QUAL É A DURABILIDADE DE UMA ROUPA PARA VOCÊ?

Qual é a durabilidade de uma roupa para você? Tudo depende do que você escolhe na hora da compra, o que te inspira, a sensação de se olhar vestindo aquela roupa. 

A base dessa blusa existe há pelo menos 15 anos é feita em algodão de altíssima qualidade e comprei em uma loja em Los Angeles. Eu me lembro perfeitamente o dia que entrei na loja em Melrose Avenue e o proprietário acreditava me conhecer, afinal, ele tinha várias celebridades que compravam em sua loja. Ele pensava que eu fosse uma delas e isso me divertiu muito. Não me vendeu somente a blusa, mas também o cinto, porque complementava o look e a forma como ele tinha imaginado a roupa.

Mantive sempre comigo e não a usava mais. Também não me desfiz, porque representava uma lembrança boa e uma peça de ótima qualidade. Devo ter vestido umas 2 vezes somente.

Ela tinha no contorno um babado de 15 cm e quando fiz essa peça eu reutilizei a estrutura, mudei alguns detalhes e escolhi esse tecido lindo estampado para dar outra forma na peça e faz parte da coleção que desenvolvi e está a venda.

Penso dessa maneira e as coisas boas permanecem, se modificam, se melhoram, se conservam.

Assim como são as relações de trabalho, de vida e de tudo mais.

Bom dia e boa vida!

Me segue no Instagram pessoal @saripozzo e no @so.saritadalpozzo onde tem tudo sobre a minha marca e os trabalhos de arte.


 

6.9.21

A ARTE PARA LEVAR COM VOCÊ: SpazioAriva no Lago de Mergozzo

Essa é uma das bolsas que estão a venda no SpazioAriva, no Lago di Mergozzo, Piemonte. Mergozzo é uma baía que fica ao interno do Lago Maggiore. #lagodimergozzo #italia

29.8.21

Estamos non últimos dias de Agosto e as nossas férias estão chegando ao fim.

Estamos nos últimos dias de Agosto, as nossas férias então chegando ao fim e aproveitando a serenidade desse período serve algumas reflexões para hoje.

Quantas vezes nos sentimos impotentes diante de algumas situações que se apresentam e não estamos preparados para elas?
Sentimos tristeza, frustração, mágoa, até porque não esperávamos certas atitudes do outro e aqui o outro pode ser qualquer um que nos coloque numa situação desconfortável e destrua aquele edifício que estávamos construindo, projetando, acreditando que ele era de concreto.
Mas era feito de areia, como era a relação do outro com as coisas e talvez em algum momento, somos nós a destruir o castelo que o outro está construindo.
A parte boa é não deixar que isso seja a tua fraqueza e sim, que ela seja a tua força. Você sabe quem é e foi edificando cada degrau do teu percurso que moldou a tua estrada e então, faça dele a passagem para o próximo degrau.
Acredite em você.
Saiba valorizar.
Saiba reconhecer.
Saiba ser grato.
Não use o "preciso agora", como estratégia de conquista imediata, porque assim como o sol derrete o gelo e o transforma em água, a falta de cuidados destroi a planta que não recebeu a água derretida.
Sozinho você não chega a lugar algum,  principalmente porque os resultados acontecem pelo esforço de uma equipe e liderar uma equipe é um talento necessário.
Se você não tem, tenha lideres ao teu redor que supram essa sua falta, caso contrário, você nunca vai sair do lugar onde se encontra, mesmo que sonhe e no topo mais alto da montanha.
Talento + Competência + Excelência + Disciplina + Coragem + Espirito de Equipe + Estratégia = Resultados.
Você pode criar e pagar para ter uma imagem externa bem construída, mas a base da estrutura não se sustenta sem os valores de um todo somados!
Então é isso. Aprenda a somar e não dividir.
Aprenda a sublime arte do Ser e não simplesmente do Ter.
Antes de Ter, você vai ter que Ser.
Valorize pessoas, valorize o trabalho do outro.
Seja alguém de verdade e onde faltar elementos, melhore-se.
Bom dia de domingo.
#repost @re-vista.style siga a nossa página no Instagram.

27.8.21

O velho vestido se torna um kimono novo: garimpar, desmanchar, cortar e costurar.


O projeto do kimono nasceu faz alguns meses, a partir de uma frustração profissional eu sentei e costurei a piloto para ser a capa do projeto @re-vista.style que eu faço a quase dois anos em parceria com a fotografa Andrea Maia. Na pagina do Instagram contei a história, de onde veio a inspiração e o processo como um todo e partindo de um #kimono que ganhei quando ainda trabalhava na Levi´s fui costurando não somente roupas, mas sim os meu pedaços.

Com essa decisão interna eu disse para a Andreia. 
Escreve isso: dia 1 de junho de 2021 começa um novo ciclo, uma nova fase e vai ser incrível!

Mas não bastava um produto, porque só consigo fazer as coisas com um propósito bem definido. Desde que me conheço por gente eu costuro e aprendi fazer isso ainda criança, olhando a minha mão costurar as minhas roupas e dos meus irmãos enquanto eu fazia para minha boneca Susy. Depois estudei e me dediquei sempre a desenhar, criar coleções, porque é onde eu sei fazer com propriedade e tenho um grande histórico nas maiores marcas do Brasil, além da inúmeras viagens que meu trabalho proporcionou. 

Mudar de um país para o outro quando somos adultos é como nascer de novo, você precisa de uma nova identidade, um novo CPF e tudo novo, mas a parte principal é encontrar o teu elo perdido, aquele que muda completamente a história e devolve a chama perdida. Entendi nos últimos meses que a vida em um novo país é como a vida dos gatos ou cães, que a cada ano deles, corresponde a uma média de 6 ou 7 anos de um humano para se tornar grande. 

Acredito que é o tempo para encontrar de volta a força e segurança profissional, afinal, Milão é muito mais exigente e difícil que possa parecer. Nunca gostei das coisas mal feitas ou feitas pela metade e se me proponho a fazer seja lá o que for, faço sempre o meu melhor, nem que para isso eu sacrifique uma parte da vida pessoal. 

Aprender a me comunicar com a arte era meu desafio maior, porque sempre foi o meu hobby e foi justamente através da arte que as portas foram se abrindo e de repente eu voltei a sentir a magia que é a moda, a emoção que isso sempre me trouxe e depois de anos finalmente recuperei esse meu lado, que confesso, estava adormecido.

Depois do primeiro kimono que costurei eu não parei mais e então queria dar vazão a um projeto que estava escrito no meu baú de ideias há mais de 3 anos e era aquele de: recriar valor as pessoas e as coisas, reutilizando a matéria prima e desenvolver o trabalho em si, para depois alargar em maior escala.

A arte supera todos os obstáculos e hoje unindo arte e a moda posso traçar caminhos e chegar onde acredito e sempre sonhei.

Cada peça é única e nasceu da compra de uma roupa usada, pensada em sua combinação, desmanchada, cortada e costurada. É um processo gratificante, aquele de dar valor ao descarte onde o velho se torna novo. É o mesmos sentimento que vale para nós mesmos.

Com certeza esse é só o começo e gosto de escrever porque se torna um compromisso feito comigo mesma e nunca deixo de cumprir nada, nem as prometidas em palavras, mas quando é nosso projeto especificamente, se não escrevemos com datas para executar, eles nunca acontecem.

Ótima sexta feita e vida a todos

25.8.21

Riutilizzare la materia prima è uno dei elementi che propone la artista e designer Sarita Dal Pozzo.


 L' economia circolare è oggi un fattore estremamente importante nello sviluppo di nuovi prodotti.

Riutilizzare come materia prima altri indumenti usati che sono smontati, tagliati e cuciti è uno dei elementi che propone la artista e designer Sarita Dal Pozzo.
Ricercare valore dallo scarto e rinserire un abito nello stile contemporaneo partendo dei vecchi vestiti che sono stati scelti nei negozi di seconda mano, oppure tessuti trovati negli scampoli.
Partendo del concetto del kimono è nata una linea che definisce il suo stile e modo di pensare, clean e elegante. Crede che il vero cambiamento è proprio quello di rifare il vecchio con nuovi concetti, che possono avere una nuova vita, utile e sostenibile.
Per la linea di borse i suoi disegni sono stampati con la tecnica di sublimazione ed i rifiuti della carta, sono riutilizzati per creare il packaging.
Il denim, una delle sue passione e base del suo lavoro come stilista, sono inseriti nel riutilizzo.
Nello Spazioariva di #lagodimergozzo può trovare la unione tra arte +fashion.
Buongiorno .


Comunità Italiana: parceria de Jenny Monteiro com a Amazonia Onlus e as ilustrações by Sarita Dal Pozzo


Uma matéria sobre moda publicada na comunità italiana onde fala da designer brasileira Jenny Monteiro e uma linha de foulard e t-shirts ilustrada pela artista brasileira Sarita Dal Pozzo. 

A iniciativa da JMonteiro Milano foi uma parceria com a Amazonia Onlus da italiana Emanuela Evangelista onde parte das vendas é destinada a Onlus e será utilizada para preservar o meio ambiente, desenvolvimento sustentável, capacitação de trabalho dos moradores locais, assistência social e sanitária, além dos direitos civis da população da floresta.

Iniciativas como essa são sempre muito bem vindas, mais uma de muitas outras que virão.

6.8.21

Ilustração by Sarita Dal Pozzo para JMonteiro Weekend

Foulard da coleção JMonteiro Weekend ilustrado by Sarita Dal Pozzo. Foto e trabalho de imagem: Douglas Basset. Modelo Vale Corvino. Milano, Italia.