31.3.20

Bella Madunina proteggi noi, proteggi Milano, l´Italia e tutto il mondo

 
O mia bella Madunina, proteggi noi, proteggi Milano, l'Italia e tutto il mondo 🙏🙏!
"O mia bela Madunina che te brillet de lontan
Tuta d'ora e piscinina, ti te dominet Milan
Sota a ti se viv la vita, se sta mai coi man in man
Canten tucc "lontan de Napoli se moeur"
Ma po' i vegnen chi a Milan Si vegni senza paura, num ve songaremm la man
Tucc el mond a l'è paes e semm d'accord
Ma Milan, l'è on gran Milan!"


30.3.20

Encare o vírus, como se fosse a perda de um amor

Encare o vírus, como se fosse a perda de um amor.
Você não está preparado e quando acontece, acredita que o mundo vai acabar.
Depois passa.
O vírus é assim. Um desconhecido que chega, pega todo mundo de surpresa,
te enche de pânico, provoca medo... mas depois aos poucos, você percebe que era só manter a calma
e cuidar da saúde mental e física. Sem ela, você não sobrevive!
Nem ao vírus e nem ao que vem depois, onde precisa recolher os estragos causados
e começar tudo outra vez.
Na história da humanidade não somos os primeiros e nem seremos os últimos a passar por isso.
Tudo é passageiro!

26.3.20

O período da história que mais amo e me identifico é o Renascimento.

O período da história que mais amo e me identifico é o Renascimento.
Lembro da primeira vez que fui no museu do Vaticano e vi de perto os afrescos da Capela Sistina. Nenhuma palavra descreve a emoção de viver a experiência.
O motivo central na abóboda tem a obra de Michelangelo intitulada A criação de Adão. Na interpretação do artista, a história da criação do ser humano por Deus, segundo o livro de Gênesis.
Ontem durante o café da manhã, senti vontade de fazer uma interpretação para a obra de Buonarrotti e só agora consegui terminar...
Ousando desenhar em cima da sua obra, tentei colocar as minhas percepções em forma de imagem, do momento que vivemos hoje...
Tenham um ótimo dia e por hora, podemos viver um dia depois do outro.

24.3.20

Mãos distribuem flores para ter fé e esperança by Sarita Dal Pozzo

Ontem no final do dia fui no mercado comprar algumas coisas para comer durante a semana e a imagem que vinha em mente era um monte de corona vírus gigante passando igual rolo compressor no vazio das ruas, querendo atacar você. Delírios de uma confinada.
Depois de 15 dias de abstinência de doces - não compro pra não comer - uma colomba pascale de 750 gramas olhou pra mim, eu olhei pra ela e ela veio embora comigo. Aconteceu a mesma coisa com uma barra de chocolate fondente de 100 gramas.
O chocolate e metade da colomba, comi ontem a noite.
A metade que sobrou comi no café da manhã e enquanto finalizava como se não existisse o amanhã, veio em minha mente uma musica que sempre cantava na Igreja.
“Eu vou dou um novo mandamento.
Que vou ameis uns aos outros assim como eu vou amei, disse o senhor...”
Então pensei em uma colagem e vou trabalhar nela, mas essa foi a primeira que tive vontade de fazer e divido com vocês.
Um ótimo dia pra todos nós.
Chegamos no 16 dia em quarentena.
E você a quantos dias?

22.3.20

O planeta terra nos expulsou, ele está doente e estamos todos dentro de casa

Essas imagens falam por si. O antes e o depois de uma quarentena forçada.
Por hora o planeta terra nos expulsou, ele está doente e estamos todos dentro de casa onde cada um é responsável para manter a saúde do seu corpo e da mente. A sua e de quem está em seu quadrado, dentro de uma circunferência global!
Pense que essas imagens representam as mesmas palavras e pensamentos tóxicos que saem de nossa boca, extravasando e inundando o mesmo planeta terra com uma energia destrutiva.
O que produzimos em poluição climática, produzimos em poluição vibracional.
Mude a frequência de seus pensamentos e das suas palavras.
As palavras tem muito mais força que você possa imaginar.
Você determina! Agora é hora de propagar luz, para sobrepor a energia da escuridão, emanada por tanta gente que vibra na destruição.
Precisamos vencer essa batalha e estamos todos juntos.
Lembre-se: se está aqui na terra nesse momento, tem um propósito.
Seja luz, vibre na luz. Não importa qual é a tua crença ou religião.
Todos somos um!
Que Deus nos guie e nos proteja!

21.3.20

Quarentena em Milão por causa do coronavírus e a batalha comigo mesma


No início de fevereiro eu travei uma batalha com Deus. Senti dor, tristeza e frustração porque algumas coisas não aconteciam como eu gostaria.
Depois de esbravejar minha ira, decidi mudar aquela vibração e busquei ajuda para acalmar meu espírito. Segui as orientações de orações de limpeza profunda e depois de merecimento. Quando completei os percursos, o meu espirito estava em paz.
No Carnaval eu fui passar alguns dias em Montefiore e agradeço ao meu primo por tem me conectado com a irmã Terezinha, uma prima que mora aqui na Itália.
Dia 23 era o desfile de Giorgio Armani e na véspera ele cancelou. Eram os últimos desfiles da Milano Fashion Week e dali para frente, entramos em um furacão.
No dia 24 eu lembro perfeitamente, foram feitas as primeiras restrições e dali para frente mil informações desencontradas, dúvidas, medos, incertezas. Poderia voltar para casa?  
Sim, consegui voltar e quando cheguei na estação central ela estava vazia. O metro também.
Dali em diante todos os trabalhos foram ralentando, muitos negócios fecharam e vieram os primeiros momentos de pânico. O que estava programado foi colocado em stand by, as datas dos eventos foram mudadas e ficamos perplexos diante de tudo, sem saber exatamente como proceder. Não parecia real.
No dia 9 de março veio uma determinação para o confinamento geral e a ordem foi: ficar dentro de sua casa. O limite para sair até o mercado ou farmácia.
Então veio o medo, o pânico, a incerteza do amanhã e tantos outros pensamentos.
Passei a rezar com mais fé e frequência do que fazia antes. Isso foi me dando força e conforme fui entendendo que é uma batalha individual, passei a ouvir a voz do silêncio e tentando vibrar na energia das estrelas e da terra. Ouvi a voz que me dizia: fica calma, não entre em desespero, acredite!
Até semana passada minha família e meus amigos do Brasil estavam preocupados comigo e eu  já estava preocupada com eles, mas parecia longe para chegar... até que...
Na quarta-feira dia 18 entrei em pânico por causa deles e somente quando tudo por lá fechou, eles e meus amigos entraram em quarentena também, fiquei mais calma.
Estar de quarentena dentro do seu espaço descobre aos poucos a humanidade ao redor de você, presa no mesmo labirinto.
As vozes que te dão apoio vão vibrando em uma energia de luz e prosperidade. A oração coletiva foi aumentando e passamos a rezar juntos, cada um em sua crença ou religião.

Não existe esse, aquele, o outro, essa, aquela pessoa ou situação.
Nesse momento fomos todos paralisados.
A terra nos expulsou e está respirando um pouco melhor.
O vírus? Ele ataca os pulmões e te deixa sem o ar e você precisa de oxigênio para continuar a viver, se não, morre!
Não parece estranho?
O pulmão da terra pelo pulmão do outro.
O pulmão não é somente a natureza, o pulmão é a frequência da energia que vibramos e de como desejamos o nosso bem e o bem do outro, pelo bem do coletivo.
Não é tempo de apontar o dedo e procurar os culpados. Estamos presos no mesmo jogo como um vídeo game e passar para o outro nível depende de nós.
Como será depois? Ninguém sabe, nunca passamos por isso então agora, devemos viver um dia depois do outro. E esperar.
Pergunte-se: se fosse eu a tomar as decisões como eu agiria? Como é ser responsável por tantas vidas num momento como esse? Se fosse simples e linear, até na nossa vida não cometeríamos tantos erros tentando acertar.
Enquanto você é sozinho parece mais simples. Quando se torna dois, começa a ter que trocar opiniões, negociar e chegar num acordo. Conforme vai aumentando, aumentam as responsabilidades.
Isso vale para a família, para uma empresa, para um governo, para tudo. Nas empresas tem aquela pessoa que gente admira, tem aquela que a gente não gosta, mas aprende a conviver, respeitar e trabalhar junto.
Para viver em qualquer lugar do mundo existem algumas regras e limites, se eles não forem respeitados o coletivo começa a sair dos trilhos. A humanidade ultrapassou todos eles.
Em nome do eu posso, meu direito, meu isso e meu aquilo, deixamos de lado o direito do outro. Não somos donos de nada e nesse momento, até nossa vida está confinada. Cada um em sua casa, em sua nação.
Porque aqui na Itália tantos estão morrendo?
98,8% dos casos foi insuficiência respiratória
70% das vítimas fatais do sexo masculino
80 anos a média.
Não é curioso?
Porque alguns países muito perto daqui tem tão poucos casos? De contagio ou de mortes?
Perguntas por enquanto sem respostas e enquanto isso, uma única certeza. Isso vai passar. Tudo passa. As guerras, as epidemias, as dores... Estamos nessa terra de passagem e essa é a única certeza!
Tenho referência de 2 pessoas com o corona vírus com idade média de 50 anos. A amiga de um amigo e soube hoje de uma amiga de Londres, eu não tinha contato ha mais de uma década. Qual a opinião de quem teve?
"É uma gripezinha, você trata como trata outras, quase nem percebe, sente um pouco de falta de ar!" Somente isso! Não é incrível?

Sigo na vibração saudável e na proteção de Deus. O resto...é consequência.

Uma coisa eu tenho certeza.
O MEU TER, deve ser substituído pelo MEU SER.
Essa é a revolução humana!
Ótimo sábado para todos.
Eu Sarita, 12 dias de quarentena!
Imagem @re_vista.style 

20.3.20

COVID-19 Em uma quarentena você não controla mais o tempo que pensávamos controlar

Em uma quarentena você não controla mais o tempo que pensávamos controlar, com muitos compromissos e lista de coisas para fazer.
Quem tem filhos mantém ocupada a cabeça acompanhando com as crianças nas aulas a distância, cozinhando para eles, contando histórias ou conversando. Quem está como eu que moro sozinha, segunda ou domingo, tem a mesma importância.
Os compromissos de trabalho na agenda foram todos cancelados e qualquer contato humano fora daqui não existe, porque temos um muro que separa o dentro e o fora e cada um, está em seu quadrado.
Revisar o nosso interior e reforçar a nossa mente é fundamental, porque ela é a responsável na vida cotidiana em manter a nossa autoestima alta e não cair no desespero, estamos todos no mesmo barco.
Aproveite o tempo livre e imagine que está ganhando uma segunda chance e faça uma revisão forçada, mas bem curada e detalhada, na sua maneira de agir e olhar o próximo.
Dedique esse tempo para conectar com o ser interior, aproveite a oportunidade que estamos vivendo para fazer uma transformação invisível e temos a obrigação de saírmos dela melhor do que entramos. Por dentro e por fora.
Nada é por acaso.
Bom dia, força, foco e fé!
Essa foto fizemos em Fevereiro em Milão, Itália para Re-Vista.Style.

17.3.20

Oitavo dia de Confinamento em Milão por causa do Coronavirus


Oitavo dia de confinamento!
Há 20 anos surgiu o Big Brother e nos perguntávamos como eles se sentiam trancados dentro de uma casa. Estamos quase no mesmo patamar e a diferença é que estamos trancados com a nossa família ou sozinhos e temos milhões de informações 24 horas por dia.
Hoje somos ligados por um fio e me perguntava hoje quando acordei se esse fio fosse cortado, ficaria sem o último recurso que me sobrou. A comunicação com o lado de fora!
COVID-19
Aqui na Europa, foi destinado para a Alemanha 550 bilhões de Euros para ajudar nessa emergência. Para a Itália ela destinou 25 bilhões. Não é incrível a desproporção?
Mas a Italia é tão linda e maravilhosa e vai se fortalecer com esse aprendizado.
De um dia para o outro você deixa o lápis na mesa, fecha a porta da empresa vai pra casa e se fecha dentro. É assim! Partindo desse numero podemos fazer uma análise. De fato nos tornamos um mundo de extremos egoístas, não conseguimos pensar um pouco fora da bolha individual, mas conseguimos sim, apontar o dedo o tempo o tempo todo para o outro, a culpa do outro, sem a mínima capacidade de abrir a lupa e fazer mea culpa.
Onde eu estava nas últimas décadas que permiti tanta coisa? Se você acredita que o Governo seja o responsável pela sua felicidade, sinto muito te informar. Governo não trás felicidade para ninguém. Ah mas o Governo é um idiota... Sim, o outro também era, não se preocupe!
Não é que vamos morrer todos e nem é o fim do mundo. É o fim dessa maneira de vivermos e nos relacionarmos. O que está matando não é porque é um vírus letal e quanto antes você entender a conta é melhor.
NÃO EXISTE NO MUNDO UM SISTEMA SANITÁRIO MONTADO E PREPARADO PARA LIDAR COM UMA SITUAÇÃO COMO ESSA.
Se um hospital tem 20 postos de UTI ocupados e de um dia para o outro precisa de 30 novos leitos com respiradores não tem onde colocar. Simples fazer essa conta e é essa a situação.
Até ontem era minha família e meus amigos preocupados por mim, hoje sou eu preocupada. “Mas esse idiota desse Governo, devia ter fechado as fronteiras antes, devia ter feito isso e aquilo...”
Os primeiros casos aqui na Itália começaram no final de Janeiro e a França, por exemplo, assim como outros países europeus estavam acusando a Itália de não saber administrar e nem de manter esse vírus dentro de seu território... A Itália se colocou nos holofotes antes, enquanto os outros fingiam que o problema não era com eles. Também estamos incrédulos, porque achamos que era bobagem no início, mas agora percebemos a realidade dos fatos...
O Brasil está tomando as medidas no mesmo tempo que a maioria dos países da Europa. E não faça aquela velha frase: mas nos países de primeiro mundo a saúde é melhor... O Brasil é uma nação imensa, rica, mas miserável, que em muitos lugares nem sistema básico sanitário tem. E me desculpe. Não atribua tudo a um governo que assumiu faz 1 ano, coisas que não foram feitas durante os últimos 40 anos. E não era porque eles não tinham recursos. Os recursos estão nos bolsos de quem esteve no comando durante todas essas décadas!
Você sabe disso, então não seja mal intencionado no julgamento e nas acusações!
Aproveite para olhar para o céu, agradeça, reze, ore, medite. A oração te devolve a serenidade dentro, te da coragem para esperar essa tempestade passar e sair lá fora fortalecido dentro de sua alma, para ver o que sobrou do velho mundo.
Estamos numa Guerra sim, sem bombas, sem aquela destruição que estudamos nos livros de história.
É uma guerra silenciosa. Ninguém nunca viveu isso antes. Nem aqui e em nenhum lugar do mundo. Não existe uma receita pronta e vamos aprender juntos como fazer no Novo Mundo.
A guerra é com nós mesmos, HUMANOS e dessa vez, nenhum ficará da fora.
Não porque morreremos todo, mas porque todas as nações do mundo estão percebendo que somos muito menores daquilo que pensávamos.
É isso.
Bom dia e me perdoem pelo desabafo.